Notícias | - 3:05 am


“Eu pedi ajuda para Deus e Ele me ajudou”3 min read

Para ser curada de um tumor no ovário, Valci Souza precisou abrir mão do sentimento e tomar uma atitude de fé

“Eu pedi ajuda para Deus e Ele me ajudou”3 min read

A costureira Valci da Silva Souza (foto ao lado), de 47 anos, começou a sentir uma forte dor do lado esquerdo da barriga em outubro de 2016. Ela achou que fosse algo sem importância e tomou um analgésico, mas o incômodo não passou. Após dois dias, a dor se tornou mais intensa e Valci procurou ajuda médica.

Encaminhada para um ginecologista, ela começou a tomar os medicamentos prescritos pelo profissional, mas a dor persistia.

Valci foi orientada pelo médico a fazer alguns exames específicos e o resultado veio no dia 1o. de novembro de 2016: tumor no ovário.

“Quando recebi a notícia, mesmo sendo obreira e estando na fé, confesso que me abalei. Segundo o médico, o problema era grave.”

Na mesma semana, o médico ginecologista solicitou uma cirurgia para a retirada do tumor, que já estava grande. Existia o risco de ele estourar dentro do corpo de Valci e causar sua morte.

A costureira ficou na fila de espera, porém as dores aumentavam dia após dia. Só a morfina era capaz de livrá-la do sofrimento. “Sem a morfina era impossível tolerar as dores. Mas essa medicação me deixava muito mal. Era uma situação horrível”, relembrou.

Com a demora para a autorização da cirurgia, Valci procurou um médico particular, que informou que o procedimento cirúrgico sem os honorários teria um custo de R$ 4.160. Ela começou a juntar dinheiro para o procedimento, mas, antes mesmo de conseguir todo o valor, a cirurgia foi marcada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para o dia 28 de abril deste ano.

O médico começou a suspeitar também de um problema no intestino de Valci, pois ela evacuava muito sangue. “Ele disse que, durante a cirurgia para a retirada do tumor, ele veria o que estava acontecendo com o meu intestino”, recordou.

Atitude

Valci já estava incomodada com toda aquela situação. “Eu, como obreira, cuidava das pessoas. Em momento nenhum deixei de cuidar do povo. Eu transmitia fé para eles, mesmo naquela situação. A minha fé para ser curada estava misturada com a emoção. Eu precisava deixar aquele sentimento de lado”, explicou.

Foi quando Valci tomou uma atitude e decidiu fazer uma prova com Deus no Altar. “Eu estava com a cirurgia marcada, com os exames prontos, mas me lancei no Altar de Deus, peguei o valor da cirurgia e toda a minha reserva. Meu filho me deu uma palavra que abriu a minha mente. Ele disse que, se eu desejasse ser curada, eu precisava confiar em Deus 100%”, relatou.

Diante das orações e dos propósitos de fé, Valci testemunhou a cura. “Em um domingo, subi no Altar de Deus e fiz o meu voto. Assim que desci, já não sentia mais nenhuma dor. Dormi a noite toda, como há meses não acontecia. Já estava curada.”

Na segunda-feira seguinte, ela retornou ao médico para mostrar os exames. A cirurgia aconteceria na mesma semana. Quando o ginecologista olhou os resultados, ele ficou surpreso e questinou Valci sobre o que tinha acontecido. “ Os meus exames estavam normais, ele ficou impressionado e atribuiu a situação a um milagre. Eu pedi a Deus ajuda e Ele me ajudou. Hoje, sou uma nova mulher, mais forte e com a fé renovada.

Muitas pessoas fazem e recebem orações para tratar doenças incuráveis nas reuniões de cura e libertação da Universal. As correntes acontecem todas as terças-feiras, em todo o Brasil. Veja o endereço da Universal mais próxima em universal.org/enderecos .


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Maiara Máximo / Fotos: Juliana Rosso 


reportar erro