Notícias | - 3:05 am


“Eu não tinha controle dos meus desejos”3 min read

Davi dos Santos viveu dias de sofrimento até decidir retomar o domínio das suas ações

“Eu não tinha controle dos meus desejos”3 min read

Quando uma criança nasce, ela herda de seus pais e avós muito mais do que os traços físicos e genéticos. Muitas enfrentam desafios ao longo da vida e não sabem por que eles surgem. O que algumas não sabem é que a origem desses desafios pode ser espiritual.

O jovem Davi dos Santos (foto ao lado), de 26 anos, teve uma adolescência conturbada e cheia de conflitos.

A própria avó amaldiçou a vida dele quando Davi ainda era uma criança. Ele cresceu atordoado e cheio de dúvidas. Aos 13 anos, passou a ter o desejo de se relacionar com outros homens. O pai não ficou satisfeito com a situação e os conflitos em casa começaram. O lar passou a ser um espaço de brigas e discussões. Os desentendimentos com o pai aumentavam cada vez mais e desse conflito surgiu a raiva e o ódio. “Ouvi o meu pai dizer que um pai tinha coragem de matar um filho, porque não sentiu a dor (do parto). Depois que ele me disse isso, coloquei dentro de mim que se ele podia fazer aquilo eu também poderia matá-lo”, conta.

Davi se via cada dia mais solitário e depressivo. Ele se enxergava como se estivesse morto por dentro. Diante do desespero,

Davi tentou se jogar debaixo do trem, em uma tentativa de suicídio. Na ocasião, obreiros da Universal o impediram e conversaram com ele. Ele desistiu de se matar, mas a sua autoestima continuava muito baixa. Cheio de inseguranças, Davi se deixou levar pelas atitudes dos amigos e passou a usar drogas, como maconha e cocaína.

“Comecei a ter o desejo de fazer show como drag queen e cheguei a fazer algumas apresentações. Passei a ter uma nova identidade, Safira Sacarolly, e me entreguei de vez à prostituição”, relembra.

Mudança

“Eu não aguentava mais carregar aquele peso constante em minha vida. Eu via os meus irmãos felizes, frequentando a igreja, ao mesmo tempo que a minha vida estava completamente destruída”, conta. A mãe de Davi já frequentava a Universal e passou a fazer as correntes de libertação pelo filho.

Depois de levar uma facada de um traficante e quase morrer, Davi percebeu que precisava tomar uma decisão. Ele voltou para casa e aceitou o convite da família para ir à Universal. Ele começou a buscar a libertação e, para isso, passou a fazer as correntes e a se envolver com diversas atividades na Universal. Davi passou a rejeitar a vida que tinha.

“Depois que eu entreguei a minha vida por completo para Deus, os meus desejos, os vazios, o ódio, tudo saiu de dentro de mim”, conclui. Hoje o seu relacionamento com o seu pai e a sua família está restaurado. Ele tem paz e não precisa de drogas nem de noitadas para ser feliz.

Está passando por problemas de ordem espiritual? Saiba como livrar-se deles participando todas as sextas-feiras da Reunião de Libertação na Universal. Os horários das reuniões podem variar de um lugar a outro. Acesse www.universal.org/enderecos e encontre uma Universal mais próxima de você para participar.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Michele Francisco / Fotos: Cedidos 


reportar erro