Notícias | 06.04.2017 - 3:05 am


Dois novos bispos são consagrados no País2 min read

Noite especial de bênçãos foi realizada em Sergipe

Dois novos bispos são consagrados no País2 min read

As cerimônias de consagração de bispos não param. Dessa vez, pastores do Estado de Sergipe foram abençoados com a oportunidade.

Há mais de 30 anos realizando a Obra no Altar, os bispos Joel de Araújo e José de Jesus Peixoto (foto ao lado) foram consagrados na capital, Aracaju, pelo bispo Luís Cláudio, responsável pelo trabalho no Estado.

Para compreender a renúncia que os bispos fizeram e fazem, é necessário entender a importância do Altar. Mateus foi um dos 12 discípulos de Jesus e relata na Bíblia a mensagem que Jesus falou para a multidão presente. “Pois qual é maior: a oferta, ou o altar, que santifica a oferta? ”, indagou Jesus. (Mateus 23.19).

Quando a decisão de se colocar à disposição de Deus é retribuída por Ele, Deus separa Seus filhos e proporciona forças sobrenaturais para os manter na fé.

O bispo Joel de Araújo, de 54 anos, e sua esposa, Sarita da Silva Francisco de Araújo, de 47 anos, estão casados há quase 29 anos. Ele chegou à Universal com problemas na vida sentimental, decidido a matar a ex-esposa. Depois de participar da reunião de libertação, tudo mudou.

O desejo de realizar a Obra veio após o batismo nas águas. “Quando fui chamado para o Altar, eu me entreguei de corpo e alma. Desde então, sempre me coloco na total dependência de Deus.”

O bispo Joel disse que as dificuldades enfrentadas durante os 31 anos de Obra no Altar foram oportunidades dadas por Deus. “Ao chegar cedo para abrir a Universal, fui surpreendido por policiais que me abordaram, me algemaram e me levaram detido para Delegacia de Petrópolis.”

O bispo e sua esposa já passaram pelos Estados do Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul.

O bispo José de Jesus Peixoto, de 60 anos, e sua esposa, Lilia de Jesus Peixoto, de 58 anos, também foram consagrados. Os dois estão juntos há 42 anos. Eles já eram casados quando Lilia decidiu ir à Universal pela primeira vez. “No início, cheguei a ameaçá-la, dizendo que ela deveria escolher entre o casamento e a igreja”, relembrou o bispo José.

Lilia insistiu na transformação da família. Pouco tempo depois, o marido decidiu acompanhá-la. Não demorou muito para que os dois decidissem realizar a Obra de Deus no Altar. “Houve uma vontade ardente de largar tudo e me dedicar totalmente ao Altar”, relatou o bispo José.

São quase 35 anos de dedicação ao Altar. Entre os desafios enfrentados, ele relembra do trabalho no Amazonas. “A inicialização e realização do trabalho com os índios xavantes foi inspirador”, contou.

O casal já passou pelos Estados de São Paulo, Mato Grosso, Brasília, Amazonas, Pará e Fortaleza.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Lorrainne Silva / Foto: Cedidas 


reportar erro