Notícias | 05.14.2017 - 3:15 am


“Dia das Nações” no Japão5 min read

Evento recebeu a Arca da Aliança e reuniu cerca de 2 mil pessoas em Hamamatsu. Saiba mais

“Dia das Nações” no Japão5 min read

Brasileiros, japoneses, filipinos, indonésios, peruanos, argentinos e muitas pessoas de outras nacionalidades, residentes no Japão, partiram de províncias distantes para participar do “Dia das Nações”, em 4 de maio último, na cidade de Hamamatsu, na província de Shizuoka (ilha Honshu).

A data do evento foi agendada há mais de 1 ano — quando foi possível reservar o hall de eventos do Act City, o edifício mais alto da cidade e o mais alto do país fora de regiões metropolitanas como Tóquio — e coincidiu com o maior feriado do Japão (3 dias consecutivos), momento em que as pessoas estão de folga e conseguem se deslocar com mais facilidade pelo país.

O evento contou com a presença de cerca de 2 mil pessoas, que se reuniram em busca de paz, proteção e felicidade. Voluntários de grupos como Calebe e Força Jovem, além de obreiros e evangelistas também participaram. A cerimônia teve início com trechos dos hinos nacionais do Brasil e do Japão e um banner com as bandeiras de diversos países foi colocado no altar.

A Arca da Aliança

Durante a cerimônia, a entrada da Arca da Aliança foi um momento muito marcante para todos os presentes. O bispo Jair Barbera, dirigente do trabalho evangelístico no país, acompanhado do pastor Hideaki Terauchi, responsável pela Universal em Tóquio, explicou que a Arca representa a presença de Deus entre os homens e, uma vez levada à frente de qualquer batalha, não há exército que possa derrotar o povo de Deus.

“Não estamos falando de religião, estamos falando de um Deus vivo que está aqui para abençoar. Quando Deus olha para a vida de alguém, Ele vê a sinceridade, e por isso o abençoa”, afirmou o bispo. “Há pessoas que creem em Deus, mas de forma religiosa, acabam buscando-O apenas dessa forma e não creem que Deus possa abençoá-las com alegria e paz. Mas, nesse evento, elas entenderam qual o propósito de Deus em suas vidas”, reiterou o pastor.

A operária Carol (*), de 25 anos, residente na província de Shiga, confirmou que foi renovada durante o encontro. “Eu realmente pude perceber Deus em minha vida hoje e aqui recebi a resposta daquilo que pedi. Estou voltando para casa totalmente diferente. A entrada da Arca foi um momento especial, como se Deus estivesse entrando junto. Estou renovada e volto com a convicção de que muitas mudanças acontecerão.”

Deus é certeza

O bispo Jair também falou sobre o motivo que leva as pessoas a terem uma vida bloqueada: “Quando algo dá errado, as pessoas dizem que pelo menos tentaram fazer alguma coisa. São inúmeras tentativas frustradas para salvar o casamento, pela estabilidade financeira, para abandonar os vícios, etc. Só que tentar não vem de Deus, porque Deus é certeza.”

Ao final, as pessoas foram convidadas a ir à frente do altar e, nesse momento, foi realizada uma oração de fé para que todos recebessem uma mudança de vida. Como a que aconteceu com o operário Eduardo (*), de 21 anos, nascido nas Filipinas e hoje residente na cidade de Komaki, província de Aichi.

“Vim clamar pelo meu povo e aqui aprendi uma grande lição. Eu sempre dizia para mim mesmo: ‘Vou tentar fazer isso ou aquilo… tentar.’ Essas eram as palavras que eu sempre usava, mas, a partir de hoje, direi a mim mesmo ‘eu faço’, ‘eu posso fazer’, porque são as palavras que vão definir o que eu quero.”

A peruana Anahí (*), de 35 anos, operária e residente na província de Tochigi, conta que durante o encontro recebeu muito mais do esperava quando chegou. “Vim para pedir em favor das nações, mas recebi muito mais. Eu sentia uma dor muito forte nas costas e estou voltando para casa curada. Aqui encontrei forças para prosseguir e vencer cada obstáculo.”

Maior feriado no Japão

Os dias 3, 4 e 5 de maio são os feriados mais bem aproveitados pelos japoneses. O feriado do dia 3, conhecido como Kenpo Kinenbi, celebra a atual Constituição do país, que entrou em vigor em 1947, durante o pós-Guerra. O Kokkai Gijido, prédio do Parlamento Nacional Japonês, é aberto ao público para visitação nesse dia.

O feriado do dia 4 de maio é o Midori no Hi, em referência ao respeito à natureza. Nesse dia, as famílias passam o tempo ao ar livre para relaxar e também realizam atividades como plantio de árvores, limpeza de parques e palestras de conscientização sobre a proteção ambiental.

Por fim, o feriado de 5 de maio é o Kodomo no Hi, reservado para celebrar o “Dia das Crianças”, embora seja destinado principalmente aos meninos. Às meninas foi designado o Hina Matsuri (Festival das Bonecas), em 3 de março.

Quer saber mais sobre o trabalho da Universal em outros países? Clique aqui.

Se você deseja buscar a presença e a proteção de Deus para a sua vida, participe de um encontro em uma Universal mais próxima de sua casa, no Brasil e outros países, como Japão, China, Filipinas, Malásia e Austrália.

(*) O sobrenome de cada personagem dessa matéria foi preservado por motivo de proteção de identidade. A Universal no Japão passou a proceder dessa forma em suas publicações em razão de constrangimentos ocorridos anteriormente por meio de comentários de pessoas mal-intencionadas nas redes sociais

Confira abaixo mais imagens do “Dia das Nações” no Japão:


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Michele Roza / Fotos: Cedidas 


reportar erro