Notícias | - 3:05 am


91 minutos de fé e oração4 min read

A Corrente da Meia-Noite, com o bispo Clodomir Santos, acontece às sextas-feiras

91 minutos de fé e oração4 min read

Eram 21h20 da sexta-feira, 30 de junho. Centenas de pessoas aguardavam as portas do Templo de Salomão, em São Paulo, serem abertas. Nem os termômetros que marcavam baixas temperaturas nem o horário da reunião, prevista para começar pontualmente às 22h30 com término à 0h01, intimidaram a multidão.

Todos esperavam pelo início da Corrente da Meia-

Noite, concentração de libertação espiritual realizada pelo bispo Clodomir Santos. é a mesma que teve início no dia 23 de junho e trava exatos 91 minutos de batalha contra a desordem espiritual. é uma corrente incomum em um horário incomum, com o objetivo de provocar resultados diferentes.

Uma noite memorável

Em frente à Esplanada do Templo, Cristiane da Silva (foto ao lado), de 35 anos, e Gabriela Santos Pinheiro, de 29 anos, aguardavam o horário de entrada. Elas chegaram juntas e estavam ali com o mesmo propósito: buscar a libertação de todos os males e a blindagem do Alto. Ambas gostaram tanto da primeira reunião que decidiram estender a participação para as próximas semanas.

“Minha primeira impressão foi muito boa. Como já participo de outras correntes na Universal, essa veio para acrescentar”, contou Gabriela. Já Cristiane comentou que precisou vencer desafios para chegar ao local. “Não era para eu estar aqui hoje, foi uma luta. Moro um pouquinho distante. Mas, independentemente da distância, vale a pena vir e como vale! Creio que vou sair de novo maravilhada, abençoada e transformada. Quem vir com esse objetivo, vai sair daqui transformado.”

E, por falar em distância, o casal Hector de Oliveira, de 35 anos, e Carla de Oliveira (foto abaixo), de 38 anos, enfrentou muitos quilômetros para estar no Templo de Salomão. Eles são da Universal de Belo Horizonte, em Minas Gerais, e pisavam no Santuário pela primeira vez. Foi possível notar a felicidade deles, que estavam impactados com cada detalhe, mesmo ainda na Esplanada do Templo. Não pude deixar de entrevistá-los e conhecer a impressão do casal.

“O que nos motivou a vir aqui, primeiramente, foi ouvirmos a Palavra de Deus e também conhecermos o Templo de que tanto ouvíamos falar. Só de estar aqui valeu a pena, agora a expectativa é ainda maior de conhecer, de ouvir e de participar desta primeira reunião”, disse Carla. Hector também não escondia sua expectativa. “Viemos buscar experiência de vida e receber orientações divinas por meio do bispo Clodomir Santos. Que Deus nos abençoe grandemente.”

A libertação é o princípio da Obra de Deus

Durante a concentração, o bispo Clodomir Santos explicou que o fato de uma pessoa levar uma vida de fracassos, mesmo crendo em Deus, decorre de ter dentro de si um espírito de fracasso. “Toda pessoa que está sob o domínio de um espírito mau é desequilibrada em algum aspecto. Quando ela ganha de um lado, perde do outro. Vive uma vida instável, de insegurança, de incertezas”, afirmou.

Ele também mecionou que não adianta a pessoa se fazer de vítima ou achar que suas dificuldades são impossíveis de serem resolvidas. Em vez de se conformar, é preciso fazer algo a respeito. Deve haver um confronto espiritual por meio da fé. “Quem faz você enxergar seu caso dessa maneira é um espírito mau, pois, toda vez que você confessa derrota, potencializa seu problema. Você tem que crer que não importa o tamanho dele, ele não é nada, é insignificante.”

Ao se libertar desse espírito e passar a confiar na Palavra de Deus, sua trajetória, antes marcada por mais perdas do que ganhos, será diferente. A transformação virá por meio da fé depositada nas promessas de Deus: o Único capaz de trazer um novo rumo à sua vida.

Após as palavras de fé e a oração para que houvesse a quebra de aliança com o passado de sofrimento, perdas e desilusões, o bispo enfatizou que “Deus nos deu o poder de decidir. Sua libertação só depende de você”.

No final da corrente, o empresário Fábio Rossette, de 31 anos, falou da concentração. “Valeu a pena o sacrifício de estar aqui, é o mínimo que apresentamos para ter um retorno infinitamente maior. Toda demonstração de fé, intenção de fé, é válida.”

O empresário, que já era membro da Universal e passou a frequentar o Templo de Salomão desde que foi inaugurado, falou da necessidade de reverência no Templo. “Aqui é um lugar especial. O rigor pela organização e santidade é um pouco mais incisivo. Acho que isso conta muito diante de Deus. Entramos na presença dEle da maneira que tem que ser: com respeito e honra”, observou.

Veja as novas instruções para participação nas reuniões do
Templo de Salomão
clicando aqui. Para obter outras informações, você também
pode entrar em contato com a Central de Informações do Templo de Salomão: (11)
3573-3535 ou
info@otemplodesalomao.com.


Universal.org - Portal Oficial da Igreja Universal do Reino de Deus
  • Por Flavia Francellino / Fotos: Demetrio Koch  


reportar erro